MEDO DO BOM

Você realmente acredita que estamos vivendo o tempo do fim ?

Não é de hoje que os noticiários não se importam com o lado bom do mundo, a maldita audiência é apenas mais um pretexto para mascarar a verdade das verdades. Os jornais tem medo de mostrar as coisas boas que acontecem pelo mundo. Falar mal é mais fácil, isso acontece no dia a dia, em qualquer lugar. Falamos mal (não deveríamos) de outras pessoas porque lá no fundo a gente se sente bem ( não deveríamos). Com a tv é igual, como eles fariam um jornal somente com noticias boas ?

Falar mal é fácil. E por isso eles ( jornais, emissoras, rádios ) mostram dez assassinatos, cinco roubos, três estupros, nove escândalos e 1 caso de aluno pobrezinho que passou em primeiro lugar no vestibular para medicina, e sempre a noticia boa esta na sessão de curiosidades. Acontece que as coisas não são bem assim. Olhe lá pra fora, está tudo bem, as pessoas estão seguindo suas vidas e como uma orquestra tudo esta acontecendo com certa harmonia. Se você pensa que a rua é cheia de ladrões, cuidado, você pode estar obcecado por noticiarios de péssima qualidade ( se é que tem algum de boa). Evidente que muito caos acontece, pessoas más estão por aí, mas pode apostar que sempre serão minoria, este é o ponto. A Teoria do Resto levanta a bandeira da Realidade suprema, e não vamos contra o que vemos. Não estamos vivendo o tempo do fim como é pregrado dentro das igrejas, nem se quer estamos perto de algum final. A água não vai acabar, o sol não vai explodir e a terceira guerra mundial não acontecerá. Guerras comerciais existem desde sempre, pessoas por trás (sei lá do que) sempre existiram, mas lembre-se que sempre foi assim, por isso o discurso das igrejas cristãs são os mesmos desde sempre, será que ninguém percebeu que eles falam que Jesus vai voltar e que o mundo vai acabar a mais de 2.000 anos ?

Esse negócio de nova ordem mundial é mais velho que a caravela do Cabral ( a rima foi sem querer, juro). O mundo é maravilhoso, e é maravilhoso a milhares de anos, vamos começar a perceber a vida que esta acontecendo todo dia bem na nossa frente. A TDR diz: Chega de igreja e chega de noticia falsa e tendenciosa.

PERFEIÇÃO É A PQP

Bom é defeito. Somente os defeitos sinalizam que algo pode ser melhorado, mudado e evoluído. Pense, quem busca a perfeição, nunca a encontra, e isso é obvio, os limites humanos não permitem que você chegue a um nível em que nada precise ser mudado. Não somos pedras que querem polimento e um lugar na estante. O segredo é aprender a lidar com seus defeitos e saber que talvez eles nunca mudem, mas o fato de reconhece-los já é o início de uma vida mais feliz e sincera. Os defeitos são a parte mais sincera da vida, eles são realmente o que são e podem estar escancarados, como a falta de educação ao tratar outras pessoas, ou podem estar camuflados como por exemplo algum tipo de mentira ( as vezes necessárias,admita. Nesse caso o defeito é o excesso de mentiras) no dia a dia e que nunca será descoberta. O termo defeito é abrangente, nesse caso, citamos desvios de caráter (cá entre nós, os piores),mas são eles que provam nossa maior qualidade, MUDAR.

Vamos partir do princípio, que estamos em constante mudança, estamos evoluindo tanto para o bem quando para o mal (sim, podemos evoluir também para o mal), e por isso acontece um efeito interessante em nossas vidas, a substituição de defeitos. Nem sempre quem nasce mentiroso morre mentiroso, ou quem é esnobe, esnobe será até o fim. Basta “cair na real”, fazer uma auto crítica e saber que você é o único que não percebeu seu próprio defeito, mas se conversamos com seu colega de trabalho ou algum vizinho, certamente a resposta estará na ponta da língua ( e o defeito desse amigo ou vizinho é certamente a fofoca). Não viva pensando que você é perfeito porque Deus o fez assim e os  defeitos são culpa da natureza humana (o famoso blá blá blá de pastor). Você não é e nunca será perfeito, você é real, seus defeitos são reais e a mudança também é real, faça sua auto crítica diária, semanal, mensal e anual. A Teoria do Resto reconhece a indiferença como um dos maiores defeitos humanos, é a indiferença que faz estagnar o conhecimento e alienar a sinceridade na busca por uma vida melhor, a culpa por tantas igrejas cristãs é justamente a indiferença de seus membros que só enxergam um caminho e ignoram Cristo, que era segundo a bíblia (novo testamento), salvador de todos, sem distinção.

A CULPA É SUA

Não queremos tirar pessoas de dentro das igrejas, nós queremos que o cristão seja racional em suas escolhas. Cremos em nossa Realidade, e por tanto, seja você senhor das decisões de sua vida, até mesmo membro de uma igreja você pode ter escolhas próprias (acredite é possível).Conhecemos muitos cristãos que sabem o que absorver e o que descartar de suas vidas sem que o pastor ou padre influencie. Se a igreja A te nega a “permissão” de ser você mesmo lembre-se que a igreja B pode até aceitar, mas no fundo todas querem o “renascer” de sua pessoa ( ou seja, não aceita). Se isso for obvio pra você, então esta começando a enxergar as coisas como realmente são, mas se você enxerga estas exigências de mudança como algo bom para sua vida, então você com a certeza que somente você pode ter, estará fazendo a coisa certa (pelo menos naquele momento, a vida é cheia deles e muda sempre, não se culpe). A conclusão é: seja VOCÊ o culpado por suas escolhas e não os outros (isso é ótimo).

NOSSO PROBLEMA NÃO É COM ELE

Mas com eles ….

Não dispensamos a hipótese de haver Deus, nós apenas (apenas) não O colocamos a cima de nossa realidade. Deus pode até existir, mas pense, você é o único responsável por tudo que pode acontecer em sua vida dentro dos acontecimentos do dia a dia. As igrejas abertas diariamente são todas iguais, em nenhuma delas você é o principal, porque será que a ideia de você decidir tudo que poderia ser decidido por um deus desagrada tanto?

É um bom negócio te manter submisso, quem é submisso não questiona. Você vai para a igreja e escuta que você não é merecedor de nada, e além disso precisa acordar todo dia e agradecer pelo pouco que tem, depois quando chega em casa o noticiário sangrento (sensacionalista e perturbador) quer que você pense que é impossível viver em segurança, confiar nas pessoas, que bandido e policia são iguais. Tenha essa rotina por algum tempo e pronto, você se tornará um fantoche medroso. Há solução, estamos aqui para isso, a Teoria do Resto quer sua liberdade, abasta você questionar. Pense com sua própria cabeça.

© 2019 Teoria do Resto. Todos os Direitos Reservados.